Diagno Vet Logo Diagno Vet

Buscar

Seg a Sexta das 08 as 18h00. Sábado até 12h00.

67 3356-3991

67 98434-0804

Manoel Inácio de Souza, 1053 - Santa Fé
CEP 79021-190 | Campo Grande MS contato@diagno.vet.br -

Produção Científica

Neoplasias Mamárias
Introdução
As neoplasias mamárias são frequentes na espécie canina, representando cerca de 50% de todos os tumores das fêmeas, sendo que as formas malignas atingem cerca de 50% dos casos. Os hormônios reprodutivos constituem fator de significativa importância para cadelas, pois pesquisas indicam um risco de desenvolvimento de 0,5% para aquelas castradas antes do primeiro estro, 8% após o primeiro, e 26% depois de dois ou mais ciclos estrais (O´KEEFE, 1997; CAVALCANTI & CASSALI, 2006).

Em gatos, os tumores mamários aparecem em terceiro lugar quanto à incidência; nesta espécie, os hormônios parecem não exercer papel fundamental, pois a ovário- histerectomia precoce não reduz significativamente o risco de desenvolvimento. Nas gatas, estima-se que 80 a 90% das neoplasias mamárias são malignas (O´KEEFE, 1997; MAGALHÃES et al., 2009).

A idade média no momento diagnóstico está entre 09 e 11 anos para cadelas e 10 e 14 anos para gatas, animais jovens ou machos são dificilmente acometidos. Não há predisposição racial em nenhuma das espécies (CAVALCANTI & CASSALI, 2006; MAGALHÃES et al., 2009).

Devido à importância das neoplasias mamárias em pequenos animais e sua frequência cada vez maior na clínica veterinária, este trabalho tem como objetivo estudar a epidemiologia desses tumores no Serviço de Histopatologia do Laboratório Veterinário Diagno Vet, Campo Grande/MS, entre os anos de 2005 e 2010.

Faça o download do resumo em pdf clicando no link a seguir: NEOPLASIAS MAMARIAS - ENAPAVE 2011

Veja Também